Mais dois estabelecimentos comerciais aderem ao gás natural em Campina Grande

27/04/2018

A Companhia Paraibana de Gás (PBGás) está ampliando a sua atuação em Campina Grande  e já conta com 24 clientes com a adesão este mês de mais dois estabelecimentos na Avenida Odon Bezerra – ambos de propriedade do comerciante Francisco Pereira da Silva –, que começaram a operar com o gás natural canalizado.

O diretor técnico comercial da PBGás, Jailson Galvão, destacou que, como forma de impulsionar o crescimento do segmento comercial, a companhia iniciou em maio do ano passado uma política de incentivo para os comerciantes que converterem os estabelecimentos para o gás natural canalizado.

Aderiram ao gás natural canalizado uma das pastelarias mais tradicionais de Campina Grande, a Ki Pastel da Liberdade, e a Pizzaria e Panquecaria Liberdade. Com mais de 25 anos no mercado, a Ki Pastel é considerado um caso de sucesso e atrai clientes de toda cidade a procura da especialidade da casa, o pastel com repolho, e do atendimento de qualidade.

De acordo com o gerente regional da PBGás, Renato Vilarim, as perspectivas são de crescimento nas ligações de comércios e shoppings em Campina Grande devido as vantagens como comodidade, segurança, economia e também o incentivo que a companhia fornece ressarcindo os custos de instalação de acordo com as regras da política comercial.

“Campina Grande possui uma forte vocação comercial e industrial e, portanto, estamos trabalhando na perspectiva de ampliação da rede de distribuição para atender esses segmentos com um combustível mais moderno, eficiente e ecológico”, destacou Renato.

O comerciante Francisco Pereira da Silva afirmou que,como já utilizava o gás natural em sua residência e sabia das vantagens, estava esperando a chegada do gás canalizado em seus estabelecimentos e, com os incentivos da PBGás, não teve dúvidas em aderir ao energético.

“Estou muito satisfeito com o gás canalizado, primeiro pelo preço ser melhor que o GLP, depois pelo incentivo da PBGás na instalação e pela comodidade de não necessitar de reabastecimento, o que é muito importante para o meu tipo de negócio”, explicou.

Francisco Pereira lembrou que algumas vezes em pleno final de semana recebeu ligações de funcionários dizendo que o gás tinha acabado, ocasionando um grande transtorno e até o fechamento do estabelecimento até reestabelecer o serviço. “Com o gás natural canalizado esse tempo ficou para trás e o fornecimento contínuo nos dá muito mais tranquilidade para trabalhar”, destacou o empreendedor.   

Perfil Empreendedor

O paraibano Francisco Pereira abriu a pastelaria Ki Pastel em 17de dezembro de 1993, após retornar de São Paulo, onde trabalhou como metalúrgico e abriu um bar.

De volta à Campina Grande abriu um mercadinho no início dos anos 90, mas mudou para o ramo de alimentação fora do lar com a compra de uma pequena pastelaria no bairro da Liberdade, que cresceu e se destacou frente à concorrência. Hoje seu Francisco possui duas pastelarias e uma pizarria e paquecaria em Campina Grande, que geram 60 empregos diretos.

Fonte: Secom-PB




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Outras Notícias