Acidentes de trânsito envolvendo postes interrompem fornecimento de energia e prejudicam população

08/08/2019

A Energisa está preocupada com o número de acidentes de automóveis que envolvem postes e que tem provocado interrupção no fornecimento de energia para população da Paraíba. Segundo dados da concessionária, a maioria dos acidentes de veículos de automóvel que atinge um poste resulta em falta de energia para pelo menos 500 clientes – média do número de unidades consumidoras atingidas nas ocorrências de abalroamentos registradas em 2019 na Energisa Paraíba.
 
Quando um poste de energia é abalroado em um acidente de trânsito toda população próxima a ele fica prejudicada com a interrupção no fornecimento. Normalmente, o restabelecimento demora em média 3h30, após a chegada de uma equipe da Energisa ao local para solucionar o problema. Além disso, esse tipo de acidente também representa custo, pois a troca de cada poste abalroado gira em torno de R$ 3.350,00.
 
De acordo com levantamento da Energisa, somente no primeiro semestre deste ano, a concessionária foi acionada 204 vezes para realizar troca de postes de distribuição de energia elétrica danificados em acidentes de trânsito. Em 2018, o número de substituições chegou a 469 em toda a Paraíba. João Pessoa e Campina Grande são as cidades que lideram o ranking de acidentes com postes abalroados. Nos últimos 18 meses foram registradas 115 trocas na capital e 55 na Rainha da Borborema.
 
“Poucas pessoas sabem, mas a responsabilidade pelo custo da substituição dos postes abalroados nos acidentes de trânsito é de quem causou o prejuízo. Na maioria das vezes o condutor se ausenta do local antes de conseguirmos as informações necessárias para efetivarmos a cobrança. Por isso, com a ajuda das autoridades, buscamos sempre identificar o veículo que causa o problema para que o responsável arque com a despesa”, finaliza a gerente de Manutenção da Energisa, Danielly Formiga.

Fonte: Assessoria




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias