Amparado em parecer fulminante do Ministério Público tio de Cássio no TCE tem destino de Ricardo Coutinho em suas mãos

11/09/2017

O jornalista Júnior Gurgel, ícone da grade de articulistas d‘APALAVRA, avalia em artigo bombástico (AS MÃOS DE CATÃO) que o destino - político e de vida - do governador Ricardo Coutinho (PSB) está nas mãos do conselheiro Fernando Catão, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), nada mais nada menos que o tio amado do senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Gurgel se refere ao julgamento das contas do Governo de 2015 e fulmina o próprio TCE quando avisa que a Corte “tem acelerado sua tolerância” e indaga “por quê?” com outro questionamento sério: “Estamos no final de 2017! Onde está a competência dos técnicos e auditores que ainda não acertaram a conciliação de gastos e despesas, com notas apresentadas?”.

O jornalista centra o texto no parecer do Ministério Público de Contas da Paraíba, assinado pela procuradora Sheyla Barreto Braga de Queiroz, a seu ver um petardo de alto poder letal para Ricardo Coutinho, e elenca as razões do MPC recomendando desaprovar as contas, cujo relator no TCE agora é Fernando Catão.

“O destino de Ricardo Coutinho está nas mãos do conselheiro Fernando Catão e será decidido em outubro vindouro (2017). Se não as lavar, como Pilatos, seu relatório recomendará a reprovação das contas, com base nas denúncias da Dra. Sheyla. O “socialista” ficará inelegível por crime de improbidade administrativa. Permanecerá na “cadeira” até o último dia de sua gestão, tentando “enxugar” a máquina, cortar investimentos para cobrir o “rombo” da PBPREV, processo onde se habilitarão MPE, MPF e talvez o GAECO-PB. Tratar-se-á de uma ação penal. Aí, o bicho pega”, adverte Gurgel.

A íntegra do artigo você pode conferir na grade de colunistas deste portal.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias