Bolsonaro impõe imperdoável açoite a Campina e agora quem quiser ir curtir praias terá que pagar pelo uso das estradas

19/08/2019

O costumeiro êxodo do campinense para o litoral, em feriados e durante o período do veraneio, e até mesmo o seu deslocamento para trato de assuntos pessoais ou de negócios na Capital, está com os dias contados e pode acabar já no próximo verão ou, quando menos, ficar mais caro.

Hoje, o Diário Oficial da União (DOU) publicou decreto assinado pelo Presidente Jair Bolsonaro dando o primeiro passo para cortar essa “mordomia” do povo da Rainha da Borborema – o mesmo povo que de modo quase solitário no Nordeste lhe deu vitória nas urnas – , que costuma invadir as praias de João Pessoa e adjacências em cada feriadão e na época do Sol quente de finais e começo de anos.

Bolsonaro determinou que sejam feitos os estudos de viabilidade para que as BR’s 230 e 101, que cortam a Paraíba, sejam privatizadas pelo Governo Federal o mais rapidamente possível.

São várias as rodovias do País listadas no Decreto e dentre elas estão o trecho da BR-230 entre João Pessoa e Campina Grande, que segue de João Pessoa até o entroncamento com as BR-104 e BR-408 em Campina Grande.

O outro trecho relacionado é a BR-101 desde a Bahia até o Rio Grande do Norte, o que significa dizer que a BR-101 entre João Pessoa e Recife e entre João Pessoa e Natal também serão privatizadas.

Em todo o país, são 7.213 km de rodovias federais divididas em quinze lotes que atravessam treze estados.

De acordo com o texto do decreto, as BR’s listadas que cortam a Paraíba passam a figurar como um empreendimento rodoviário no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República (PPI).

No mês de junho, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, havia afirmado que o Governo Federal pretendia transferir 16 mil quilômetros de rodovias federais para a iniciativa privada por meio de concessões, o que agora começa a se concretizar.

Com a privatização serão implantados pedágios, o que significa dizer que o campinense que deseje se deslocar para a Capital paraibana ou para as Capitais de Pernambuco (Recife) e do Rio Grande do Norte (Natal), terá que pagar por isso.

A imagem pode conter: texto
A imagem pode conter: texto
Fonte: Da Redação 




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias