Meritocracia: professor Moací Carneiro é nomeado diretor de avaliação do ensino superior do INEPE

30/10/2019

O Diário Oficial da União (DOU) publica em sua edição de hoje, terça-feira (29.10.2019), a portaria nº 1.860 de 25/10/2019 nomeando o professor paraibano Moací Alves Carneiro para exercer as funções de Diretor de Avaliação da Educação Superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

Moací Carneiro, Doutor em educação pela Universidade de Paris, é escritor, autor de diversas obras relacionadas ao ensino fundamental, médio e superior, ex-Reitor; ex-diretor de operações do FNDE; acumula em sua bagagem uma vasta experiência como educador; autor de inúmeros projetos bem sucedidos em sua área; goza do prestigio e reconhecimento nacional como consultor do sistema de ensino superior, atividade que tem se dedicado nos últimos anos, atendendo principalmente a rede de Universidades Públicas do país.

Será uma tarefa árdua – o desafio que enfrentará o Professor Moací Carneiro - momento em que se discute em todos os níveis da sociedade um novo formato para as Universidades Públicas, privadas; imensa rede dos IFs e milhares de Faculdades isoladas espalhadas por todo Brasil, inclusive com o método do ensino à distância. Pavimentar uma única via por onde trafegue o ensino superior, num programa que estabeleça metas em curto, médio e longo prazo, poderá ser a ideia que prevaleça para unificar o sistema Universitário, atualmente paradoxalmente dividido entre o público, privado; presencial e à distância.

As Universidades Públicas (hoje) são trincheiras do debate político/ideológico - carentes de reciclagem em suas metodologias - afastadas dos avanços tecnológicos, desvestidas de pesquisas, exigência que se constitui como pré-requisito indispensável para que o Brasil volte a se inserir no ranking do mundo globalizado do conhecimento. Por outro lado, o terceiro grau da rede privada – despolitizado – tem superado o setor público nas áreas das “Engenharias” e Ciências Médicas da Saúde em vários Estados da Federação, preparando seus “educandos” exclusivamente para as exigências do mercado de trabalho do momento. São estas as distorções que merecem avaliações e sintonias, evitando em tempo hábil que não ocorra o “sucateamento” ou falência do sistema público, a exemplo do que aconteceu com o ensino médio nas últimas quatro décadas.

A Paraíba torce desde já pelo sucesso do Professor Moací Carneiro em sua nova empreitada, ocupando posição tão importante quanto a do saudoso Lynaldo Cavalcanti de Albuquerque, quando foi nomeado na década dos anos setenta para a Diretoria do DAU – Departamento de Assuntos Universitários do MEC, órgão que “turbinou” a expansão Universitária por todo Brasil, com ensino de qualidade. Seu êxito criou a necessidade de fundar o CNPQ, sendo seu primeiro presidente.

Fonte: Júnior Gurgel




Comentários realizados

  • 02/11/2019 às 15:33

    João Morais Lucas

    Conheço bem o Professor Moacir Carneiro e não tenho dúvidas que o mesmo saberá administrar bem as tribulações existentes no sistema educacional brasileiro do momento! Parabéns amigo Moacir.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias