Seminário da CNTC realizado no Senac em Campina Grande debate Reforma Trabalhista

06/11/2017

O Seminário Nacional CNTC – Reforma Trabalhista: impactos da lei e ações para o seu enfrentamento, realizado no último sábado, 04, na cidade de Campina Grande/PB, foi uma oportunidade para discussão da Reforma Trabalhista, que traz mais de 100 modificações à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

Advogados da área trabalhista, estudantes de Direito e dirigentes sindicais, participaram do evento no Senac, localizado na Avenida Manoel Tavares, das 9 às 13 horas. Na oportunidade eles foram esclarecidos sobre alterações da Reforma Trabalhista, que entra em vigor este mês.

Os palestrantes do seminário, os advogados João Vicente Murinelli (assessor jurídico da FECONESTE e da CNTC) e Talita Santana Santos Barcellos (de Brasília), especialista em direito penal e direito público, ambos conhecidos no cenário jurídico nacional, esclareceram que as alterações decorrentes da Reforma Trabalhista, suprime direitos dos trabalhadores garantidos na CLT.

Eles avaliaram a Reforma Trabalhista como severos os retrocessos no direito dos trabalhadores e para a atuação das entidades sindicais. Mas ambos afirmaram que existem formas de interpretar a nova lei à luz da Constituição Federal e de outras fontes do Direito e aplicá-las na manutenção da defesa dos trabalhadores.

O Seminário foi realizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio – CNTC, Federação dos Empregados no Comércio de Bens e de Serviços do Norte Nordeste – Feconeste e o Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Campina Grande e Região.

O presidente do sindicato, José do Nascimento Coelho, avaliou positivo o seminário, que segundo ele, oportunizou aos dirigentes sindicais, advogados e estudantes receberem informações primordiais em relação aos vários pontos da Reforma Trabalhista, que trazem enormes prejuízos aos trabalhadores e trabalhadoras. “Mas agora sabemos como agir na defesa dos comerciários de Campina Grande e vamos redobrar nossas forças de lutas”, afirmou Coelho.

Fonte: Ascom – Sindicato dos Comerciários - CG




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias

Vídeos Destaques

Mais Lidas