TCE cobra esclarecimentos do Governo do Estado sobre procedimentos de aquisições emergenciais sem conclusão

25/09/2020

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) publicou no Diário Oficial desta quinta-feira (24) alerta direcionado ao Governo do Estado a fim de questionar a pertinência da manutenção de procedimentos de aquisição classificados como emergenciais no âmbito das ações de enfrentamento à pandemia causada pela Covid-19, mas que já estão em curso há mais de 55 dias sem serem concluídos.

O alerta nº 01742/20 se baseou em achados de auditoria contidos no 23º Relatório de Acompanhamento da Execução Orçamentária do Estado durante a pandemia, dentro do processo nº 7158/20, sob relatoria do conselheiro Fernando Catão.

De acordo com o relatório, existem 624 procedimentos de licitação e contratação, relacionados à Covid-19, em curso. 469 procedimentos deste total foram iniciados em data anterior a 1o de agosto, portanto, já em andamento há, no mínimo, 55 dias.

Entre os 469 procedimentos estão incluídas 182 compras diretas, 271 dispensas de licitação “emergenciais”, duas contratações diretas, uma dispensa de licitação com recursos BID/BIRD, três dispensas de licitação por valor aplicado a Estatais, quatro inexigibilidades, um chamamento público, três pesquisas de preço e dois pregões eletrônicos.

Os auditores questionam o fundamento de se manter estes procedimentos em questão, já que eles perderam o caráter emergencial pelo decurso de um prazo já extenso - quase dois meses, pelo menos. E o alerta demanda aos gestores responsáveis uma avaliação objetiva desta matéria com o intuito de prevenir fatos que possam comprometer resultados na gestão orçamentária, financeira e patrimonial.

Os autos do processo 7158/20, aí incluídos o 23o Relatório de Acompanhamento e o Alerta 01742/20, podem ser consultados por meio do Sistema de Tramitação de Processos e Documentos do TCE-PB (TRAMITA), com acesso via portal eletrônico do Tribunal, em www.tce.pb.gov.br, ou por meio do aplicativo Nosso TCE-PB, disponível nas plataformas Android e IOS.

Fonte: Ascom/TCE-PB




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias