Acusado de estupro, Neymar será investigado por divulgação de vídeo na internet

03/06/2019

Neymar, que foi acusado de estupro na última sexta-feira, será investigado também pela divulgação de vídeos da mulher com quem teve relação sexual em Paris, na França. Foi por isso que a Polícia Civil do Rio de Janeiro esteve na Granja Comary, em Teresópolis, na manhã deste domingo.“A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) irá apurar suposta divulgação de vídeo por parte do jogador Neymar. A 110°DP (Teresópolis) já realizou diligências que vão auxiliar nessa investigação”, informou a Polícia Civil, em comunicado enviado ao ESPN.com.br.

Nesta manhã, o delegado Bruno Gilaberte, da 110ª DP, esteve na concentração da seleção para apurar se o vídeo gravado por Neymar e divulgado em suas redes sociais teria acontecido em Teresópolis. Como o jogador não estava na Granja, o caso fica na mão da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática.

Com a divulgação da conversa que teve com a mulher que o acusa de estupro e imagens íntimas, Neymar pode responder pelo artigo 218-C do Código Penal:

“Oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio - inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática -, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia”.

A pena prevista na legislação é de um a cinco anos de reclusão, que pode ser agravada se “o crime é praticado por agente que mantém ou tenha mantido relação íntima de afeto com a vítima ou com o fim de vingança ou humilhação.”

A informação sobre a suspeita de estupro contra Neymar surgiu neste sábado, quando os jogadores da seleção curtiam folga. O crime teria acontecido no dia 15 de maio, em Paris, na França. O boletim de ocorrência foi registrado em São Paulo, na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro.

O atacante negou a acusação, em vídeo publicado em suas redes sociais. Também foram divulgadas conversas e imagens íntimas da mulher, o que o faz agora responder por outro suposto crime.

Em relação à acusação de estupro, a investigação contra Neymar será feita em São Paulo, onde a seleção brasileira faz dois jogos na Copa América, nos dias 14 (no Morumbi, contra a Bolívia) e 22 de junho (na Arena Corinthians, diante do Peru). Há a possibilidade, porém, que a polícia colha depoimentos em outra cidade.

Fonte: MSN




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias