Prefeita do Conde teria fraudado licitação e empresa acusada de ilícitos em Pernambuco já faturou quase R$ 2 milhões

16/05/2020

O Ministério Público da Paraíba abriu novo procedimento investigatório para apurar denúncia, feita por Hermann Lundgreen Corrêa Régis, marido da pré-candidata a prefeita Karla Pimentel, contra a prefeita Márcia Lucena que teria fraudado licitação ao contratar empresa para prestar serviço na iluminação pública no Conde.

Contratada com dispensa de licitação, a empresa é a mesma que esteve envolvida nas Operações CURTO CIRCUITO e CIDADE LUZ dos Ministérios Públicos de Pernambuco e Rio Grande do Norte: FGTECH INSTALAÇÕES E MANUTENÇÃO ELÉTRICA LTDA

Seguem os valores pagos até aqui à empresa:

- 2017: R$ 401.608,95;

- 2018: R$ 479.160,85;

- 2019: R$ 661.847,92;

- 2020: R$ 300.418,41.

O total recebido pela empresa até este mês é  de R$ 1.843.036,13.

Diz o MPPB que Márcia supostamente cometeu crimes de fraude em licitação descrito no artigo 90, da Lei de Licitações e desvio/apropriação de rendas públicas, delineado no artigo 1.º, inciso I, do Decreto-Lei n.º 201/1967.

Fonte: Da Redação

 
What do you want to do ?
New mail



Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias