Advogado que atende 40 mil mutuários do SFH é flagrado trocando alvará de seguro pelos votos que poderão lhe levar para a Câmara Federal

02/10/2018

O advogado Hilton Souto Maior Neto (PP), que é candidato a deputado federal, parece não conhecer bem as leis do País, sobretudo as eleitorais, e tem deitado e rolado na sua campanha como se fosse um cidadão imune a quaisquer eventuais infrações.

Hoje APALAVRA teve acesso a um vídeo, postado em rede social por um radialista campinense adepto da sua candidatura, que pode causar gigante estrago na vida de Souto Maior acabando com o seu sonho de morar em Brasília a partir do ano que vem.

Advogado de mutuários do Sistema Financeiro da Habitação - mais de 40 mil famílias, segundo ele - Hilton tem apostado que o resultado do trabalho com esses clientes lhe garantirá os votos da vitória. “Por eles iniciei essa batalha política que se assemelha a luta de Davi contra Golias”, avisa informando que diariamente se entristece pelo que chama de injustiça na demora do pagamento do seguro a que os mutuarios tem direito para quitar a dívida dos imóveis.

O filme que APALAVRA reproduz mostra o candidato em visita a uma mutuaria no bairro das Malvinas, a quem faz a entrega de alvará para recebimento do seguro, num flagrante vergonhoso de cooptação eleitoral, a requerer do Ministério Público Eleitoral e do TRE os devidos encaminhamentos legais.

Hilton Souto Maior Neto era vogal na Junta Comercial da Paraíba, representando a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional da Paraíba, onde compunha o Pleno de Vogais e presidia a Primeira Turma.

Filiado ao Partido Progressista, é candidato a Deputado Federal e atendeu a determinação da lei das ilegibilidades, que exige o afastamento das funções no prazo de 03 (três) meses antes das eleições.

“Tenho visto a necessidade de mudança no quadro político geral. É preciso que os políticos profissionais abram espaço para cidadãos que desejem lutar pelo povo carente. Tenho várias propostas e bandeiras a defender na Câmara Federal. Precisamos reduzir os impostos, ou, pelo menos, unifica-los”, prega.

Uma das bandeiras defendidas por Souto Maior é a unificação e redução dos impostos brasileiros. O chamado ‘Imposto Único’ seria o único tributo a ser pago no país. Com isso, seriam extintos o Imposto de Renda sobre a pessoa física e sobre as empresas, o IPI, o IOF, a Cofins, o INSS patronal, o Sistema “S”, o ICMS, o ISS, entre outros.

“O que permaneceriam seriam as taxas federais, estaduais e municipais, os impostos incidentes sobre exportação e importação, as contribuições previdenciárias individuais e os tributos que representam poupança do trabalhador, como o FGTS e o PIS. Inclusive, já existe uma Proposta de Emenda à Constituição, a PEC 474/2001, que está engavetada no congresso nacional! O povo não pode pagar essa conta!”, explicou e finalizou o pré-candidato.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Outras Notícias