Assumindo incoerência candidata modera discurso, reconhece trabalho de Romero e promete estimular Polo de Confecções que ele acaba de lançar

19/10/2020
 No guia eleitoral a agora moderada Ana Cláudia para não contrariar João Azevedo "passa recibo" para Romero
No guia eleitoral a agora moderada Ana Cláudia para não contrariar João Azevedo "passa recibo" para Romero

A candidata a prefeita de Campina Grande pelo PODEMOS, Ana Cláudia Vital do Rego, já pode ser contemplada com o troféu de “maior cara de pau” da campanha ou daquela que indiscutivelmente se revela a do mais amplo discurso incoerente do ano.

Por óbvias “tomadas de dores” do marido, que continua sendo alvo de ácidas críticas da população pelo desastre do último ano na prefeitura, assunto que reflete negativamente no seu projeto de Poder, Ana até ontem criticava o prefeito Romero Rodrigues pelo fato de que, à sua vesga ótica, ele não tinha ao longo dos quase oito anos que administra a cidade gerado nenhum emprego e nem tampouco criado condições para tanto.

Mas, sem se aperceber do tamanho da sua incoerência, ontem acabou dando um “salvo conduto” ao prefeito campinense e estampou no guia eleitoral do rádio e da TV um fenomenal aplauso a Romero Rodrigues ao confirmar que, em se elegendo, vai estimular o Pólo de Confecções que a atual administração municipal ergue no Complexo Modal Aluízio Campos e que, não por coincidência, também despertou interesse do governador João Azevedo.

No caso do governador a decisão de prestigiar e apoiar a obra de Romero foi imediata, inclusive tendo ele comunicado isso ao prefeito quando assinou na última quinta-feira, no Palácio da Redenção, um protocolo de intenções com o Sebrae visando fomentar o desenvolvimento do comércio varejista de confecções, a partir da concessão de benefícios fiscais, para empresas sediadas em 54 municípios na região polarizada por Campina Grande e que terão no Polo de Confecções o coração do projeto, numa ação que fortalece a economia local, incentiva as indústrias têxteis e promove a geração de emprego e renda no Estado.


João Azevedo faz elogio camuflado a Romero e assina ‘pacote‘ fiscal para para incentivar Polo de Confecções de Campina

O benefício fiscal criado por João Azevedo garante a redução da carga tributária das indústrias de confecções para 2% a empresas que não possuem outro tipo de benefício; e redução da carga tributária para 3% nas operações de venda das empresas varejistas de confecções de pequeno porte, com regime de pagamento normal, referentes a produtos fabricados na Paraíba.

Azevedo afirmou que a iniciativa representa o compromisso do governo com o município de Campina Grande e que “esse ato vai permitir que a gente consiga recuperar 50 anos em 5 anos com a implantação dos incentivos, não só para a indústria, mas para o comércio varejista na área de confecções. Nós vamos transformar a região polarizada por Campina Grande no maior polo de confecções do Nordeste pelo potencial e as condições que estamos oferecendo de incentivos fiscais reais que passam a vigorar em janeiro do próximo ano”, frisou.

O gestor também destacou a satisfação de assegurar mais uma medida de fomento à economia do Estado.

- “Toda a nossa equipe de governo se esforçou muito para que no momento de pós-pandemia e de recuperação da atividade econômica, tivéssemos números como o maior percentual relativo de geração de emprego formal no Brasil e queremos continuar gerando emprego e renda para a população, e Campina Grande tem vocação para ser um polo de confecções importante pelos empreendimentos que estão sendo montados na cidade e estamos, junto com vários parceiros, apoiando a iniciativa privada, que gera emprego e renda”, acrescentou numa espécie de elogio camuflado ao prefeto empreendedor.

Já no caso de Ana Cláudia, que ainda não havia mostrado nenhum projeto ousado para justificar o pedido de votos, pegar carona na ação de Romero Rodrigues não somente desmonta o seu ciumento e vingativo discurso contra o prefeito como dá a ele um pleno atestado de honorabilidade com a coisa pública e a população campinense.

ELOGIO DE BUEGA

O presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), Buega Gadelha, elogiou a gestão fiscal do Estado e a iniciativa de estimular e fomentar parcerias público-privadas.

- “Esse era um grande sonho alimentado pela indústria de confecções da Paraíba porque nós tínhamos a dificuldade de competir com estados vizinhos e essa ação é muito maior do que muitos empreendimentos porque vai beneficiar toda a Paraíba, principalmente a região polarizada por Campina Grande, e vamos estar em um novo patamar. Esse foi um dia de muita felicidade por receber essa notícia; esperava muito menos, mas o governador, mesmo diante das dificuldades do país, suprime impostos para deixar o pequeno empresário competir com o país inteiro”, falou.

LANÇAMENTO

O lançamento oficial do ‘Polo da Moda’ de Campina Grande aconteceu sexta-feira (09) pelo prefeito Romero Rodrigues.

Idealizado dentro do projeto do Aluízio Campos, a primeira etapa deverá ser entregue até dezembro de 2022, com mais de 1.300 lojas. A prefeitura deverá isentar as indústrias que se instalarem na área do pagamento do IPTU e garantir um plano especial de transporte público, afirmou o prefeito Romero Rodrigues, durante o lançamento.

Os boxes terão estrutura metálica e tamanhos diversos. O polo vai contar ainda com praça de alimentação e local destinado para a realização de eventos. A área total é de 10 mil hectares e deverá disputar espaço com o Polo de Confecções das cidades de Santa Cruz e Toritama, em Pernambuco. E este poderá dar início a um novo ciclo da economia de Campina Grande.

O lançamento do Polo da Moda contou com a presença do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, da senadora Daniella Ribeiro, da secretária de Desenvolvimento Econômico, Rosália Lucas, do presidente da Fiep, Buega Gadelha, do presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Carlos Botelho, do presidente da Associação Comercial, Marcos Procópio, do secretário-executivo de Desenvolvimento Econômico, Fábio Carneiro, do gerente da 3ª Gerência Regional da Sefaz, Arnon Diniz, e demais autoridades.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias