Conheça o refinado bom gosto alimentar de Daniella Ribeiro em Brasília, à conta do Senado Federal

09/10/2019
Daniella com amigos no The W de Campina e a gozação pelas redes sociais
Daniella com amigos no The W de Campina e a gozação pelas redes sociais

A senadora Daniella Ribeiro (PP), vivendo nos últimos dias um baixíssimo astral na mídia – estadual e nacional – por conta de atos nada éticos como a contratação de primas e outros parentes com salários milionários para o seu gabinete, com o detalhe de que não se emprestam a dar expediente, tem na Capital do País a vida, realmente, que pediu a Deus.

De carro de luxo pago pelos cofres do Senado a viagens a Nova Iorque e Washington também bancadas pela Casa, afora o périplo que faz por excelentes restaurantes como o The W, em Campina Grande, onde espetou na contabilidade do Senado uma conta de quase R$ 500,00 de um jantar com amigos, é ainda de se elogiar o seu requintado dia-a-dia gastronômico no Congresso Nacional.

Se o eleitor desinformado da senadora imaginar ela traçar um trivial arroz com feijão e farinha em “dia de trampo” quando não pode se ausentar dos afazeres, estará redondamente enganado.

Neta de usineiro, nascida de fato em berço de ouro, não se cobre de Daniella esses excessos tão ao gosto do simples ser nordestino. Farinha de roça, batata doce, jerimum, feijão de corda, rapadura... Nada disso, pelo menos tendo quem pague por coisa melhor, faz parte do cardápio inegavelmente nota 10 da filha do vice-prefeito de Campina Grande.

Uma rápida pesquisa no portal da transparência do Senado é capaz de revelar o extremado bom gosto da paraibana para saciar sua fome nos almoços do meio da semana quando precisa assinar papéis para tocar a sacrificada missão de representar os paraibanos no salão azul do Congresso Nacional.

Na segunda feira da ressaca, que tal um “talharim ao pesto”?



 

 

 

 

 

 

 

 

talharim ao pesto

E um “risoto de tomate seco com manjericão” para enfrentar uma quarta feira corrida?



 

 

 

 

 

 

 

 

risoto de tomate seco com manjericão

Na quinta mais amena, vai bem um “estrogonofe de filé com arroz de brócolis e batatas”?



 

 

 

 

 

 

 

 

estrogonofe de filé com arroz de brócolis e batatas

E a velha sexta feira de guerra, que ninguém é mesmo de ferro, uma carne assada é a pedida. No caso de Daniella, uma “picanha com granolatas”.



 

 

 

 

 

 

 

 

picanha com granolatas

Aliás, pratos até baratos, considerando os seus gastos em restaurantes japoneses e regionais de Campina Grande, onde as contas também são reembolsadas pelo Senado.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias

Vídeos Destaques

Mais Lidas