Disse-me disse na Arapuan - Bruno acusa Inácio de lotear cargos e oferecer Pasta da Saúde para Tatiana lhe apoiar; médica rebate e diz que a oferta foi de Bruno

15/10/2020

No primeiro debate radiofônico em Campina Grande com os candidatos a prefeito da cidade, ontem (08), realizado pelo Sistema Arapuan, o ponto alto foi a revelação de Bruno Cunha Lima (PSD) de que a médica Tatiana Medeiros (MDB), que retirou a sua candidatura para compor a chapa de Inácio Falcão (PCdoB) numa aliança surpreendente por conta das ideologias confrontantes das duas legendas, se ofereceu para compor com o PSD em troca da garantia de ganhar a Secretaria da Saúde num futuro Governo dele.

Bruno acusou Inácio Falcão, o candidato comunista, de estar loteando um futuro Governo que, à sua ótica, não existirá, e deu como exemplo a chegada da medica à chapa do deputado.   

Hoje, Tatiana Medeiros confessou realmente ter conversado com Bruno Cunha Lima e deu detalhes, mas inverteu os papéis e bradou que aconteceu exatamente o oposto: Bruno é quem estava propondo lhe dar o cargo na Saúde que já ocupara na gestão passada de Veneziano Vital do Rego.  

Na nota que distribuiu com jornalistas a médica se dirige diretamente a Bruno:

- “Conversamos, você me pediu pra lhe apoiar, ofereceu vantagens, espaços, mas não chegamos a um denominador comum, pois temos visões diferentes acerca da política e da vida. Eu lhe disse um não, com educação, porque nunca estive à venda!”, disparou.

O encontro entre Bruno e Tatiana aconteceu no apartamento da médica, no bairro das Nações, mas ela garante que foi ele quem se ofereceu para ir até a sua residência.  

Segue a nota, na íntegra:


“No início da tarde, na hora do debate entre os prefeitáveis, na Rádio Arapuan, eu estava trabalhando em meu consultório, exercendo o meu sacerdócio e fiquei sabendo que o candidato Bruno Cunha Lima havia mencionado o meu nome com acusações graves.

Bruno, tenho por você carinho e respeito, por isso, aceitei conversar com você após meu desempenho positivo em pesquisa divulgada. A seu pedido o recebi em minha casa. Conversamos, você me pediu pra lhe apoiar, ofereceu vantagens, espaços, mas não chegamos a um denominador comum, pois temos visões diferentes acerca da política e da vida. Eu lhe disse um não, com educação, porque nunca estive a venda!

Num próximo discurso, não se coloque como o novo, como renovação, porque as suas práticas são velhas. E lhe peço acima de tudo, que me respeite.

Entende agora o porquê de eu ter escolhido ser vice de Inácio Falcão? É por acreditar que Campina tem jeito”.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias