Eleições 2018 serão devastadoras para representatividade parlamentar de Campina; Veja quais deputados seriam eleitos

18/09/2018
Tovar Correia Lima, derrota surpreendente
Tovar Correia Lima, derrota surpreendente

Levantamento feito por equipe d’APALAVRA, cruzando dados de diversas pesquisas até aqui já realizadas - as registradas na Justiça Eleitoral e outras de consumo interno dos partidos -, revela que Campina Grande vai ter pela primeira vez na história uma queda vertiginosa na sua representatividade parlamentar.

No Senado, por exemplo, onde hoje mantém dois dos três assentos (Cássio Cunha Lima e Raimundo Lira), é possível que caia para apenas um representante, o que se daria por pelo menos duas prováveis hipóteses: a reeleição de Cássio, que lidera em todas as avaliações, ou a eleição de Veneziano e Luiz Couto, que derrotariam o tucano.

Os números cruzados pela reportagem mostram Cássio na faixa dos 25%, seguido de perto por Veneziano (na faixa dos 22%) e Luiz Couto (entre 21% e 22%), num empate técnico que mostra estabilidade nos números do tucano e crescimento dos dois postulantes aliados de Ricardo Coutinho.

Campina Grande poderia ganhar as duas cadeiras somente se Luiz Couto não vier a atropelar Veneziano, uma possibilidade real mas ainda no campo das hipóteses. Ou o candidato a governador do MDB, José Maranhão, seja eleito e assim possibilite a ascenção da sua primeira suplente, Nilda Gondim.



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Professor Odenilson, o eleito do PTC

A probabilidade da outra postulante com base em Campina Grande, Daniella Ribeiro, vir nessa reta final da campanha a se tornar competitiva, é bastante remota uma vez que os números cruzados por A PALAVRA mostram que ela se mantém oscilando entre 8% e 11%.

DEPUTADOS ESTADUAIS

O desastre maior para Campina Grande diz respeito à Assembleia Legislativa, segundo os números do cruzamento. Hoje, são oito os deputados com mandato baseados na cidade, mas esse número em outras ocasiões chegou a 12, representando um terço do colegiado.

Resultado de imagem para deputado genival matias
Genival Matias, derrotado mas ganharia primeira suplência
 

Por ser proporcional a eleição, esse levantamento é mais complicado, mas a equipe d’APALAVRA dividiu os prováveis eleitos pelas respectivas coligações, o que permite uma amostragem mais aproximada do que pode vir a ser a verdadeira.

Vejamos:


A coligação MDB e PR elegeria quatro (04) deputados:

01. FÁBIO FERNANDES (MDB)

02. CAIO ROBERTO (PR)

03. ANA PAULA RAMALHO (MDB)

04. RANIERY PAULINO (MDB)

- A suplencia ficaria com JULLY ROBERTO (MDB)

A coligações PATRIOTAS elegeria dois (02) deputados:

01. FELIPE LEITAO (PATRI)

02. JANDUY CARNEIRO (PATRI)

- O suplente seria IVO ANDRADE (PATRI).

A coligação PT, AVANTE e PROS elegeria cinco (05) deputados:

01. TIÃO GOMES (AVANTE)

02. EDUARDO DE DR. CLIMERIO (PROS)

03. ANÍSIO MAIA (PT)

04. ZÉ PAULO (PT)

05. DR.AMÉRICO (AVANTE)

- O suplente seria GENIVAL MATIAS (AVANTE).

A coligação PV elegeria dois (02) deputados:

01. ZENNEDY BEZERRA (PV)

02. LUCAS DE BRITO (PV)

- Ficaria na suplência EMANO SANTOS (PV).

A coligação PSDB, PSD, PP, PTC, PHS e PSC elegeria oito (08) deputados:

01. JOAO HENRIQUE (PSDB)

02. MANOEL LUDGERIO (PSDB)

03. CAMILA TOSCANO (PSDB)

04. RENATO GADELHA (PSC)

05. GALEGO DE SOUZA (PP)

06. PROFESSOR ODENILSON (PTC)

07. DANILO TON (PSD)

08. PAULA REGIS (PSD)

- Na suplência ficaria DRA. JANE (PP).

A coligação SD, PRTB, DC e PSL elegeria dois (02) deputados:

01. EDUARDO CARNEIRO (PRTB)

02. CABO GILBERTO SILVA (PSL)

- O suplente seria RICARDO BEZERRA (PSL)           

A coligação PPS, PMN, REDE e DEM elegeria dois (02) deputados:

01. DR. ERICO (PPS)

02. RAONI MENDES (DEM)

- Seria suplente BARBARA BARROS (PPS).

E a coligação PSB, PTB, PODEMOS, PRB, PDT, PC do B e PRP, elegeria Onze (11) deputados:

01. WILSON FILHO (PTB)

02. EDMILSON SOARES (PODEMOS)

03. JUTAY MENESES (PRB)

04. DRA. DANIELLE (PDT)

05. INACIO FALCÃO (PC do B)

06. RICARDO BARBOSA (PSB)

07. ESTELA BEZERRA (PSB)

08. JOAO GONÇALVES (PSB)

09. JEOVÁ (PSB)

10. DR. ROMUALDO (PSB)

11. CIDA RAMOS (PSB)

- A primeira suplência seria disputada entre BUBA GERMANO (PSB) e CARLOS BATINGA (PTB).

SURPRESAS

Duas surpresas pelo menos, em se tratando de Campina Grande, podem ser registradas:

01 – A eleição do professor Odenilson, do PTC;

02 – A derrota de Tovar Coreia Lima, do PSDB.

Dos atuais vereadores que postulam mandato para a Casa Epitácio Pessoa nenhum deles, conforme os levantamentos ora cruzados, obteria êxito. Nem mesmo Olímpio Oliveira (MDB), que alcançou na última eleição perto de 17 mil votos, ou Galego do Leite, presidente estadual do PODEMOS.

Em nível de Paraíba, os números mostram-se desfavoráveis a vários dos atuais deputados, como é o caso de Buba Germano, Genival Matias e Carlos Batinga, por exemplo.

DEPUTADO FEDERAL

O levantamento sobre as probabilidades dos candidatos à Câmara Federal está em fase de conclusão e oportunamente APALAVRA o divulgará

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias