Empresário de Pombal que era super secretário joga "última pá de terra" no moribundo Governo Márcia Lucena

03/06/2020

Coube hoje ao empresário José Fabiano de Medeiros jogar literalmente a chamada “última pá de terra” no moribundo Governo Márcia Lucena (PSB), no rico Município do Conde, onde a prefeita respira “por aparelhos” ao lado de uma troupe que ela recrutou de fora dos limites da cidade e que aproveita os estertores da gestão para traí-la sem dó nem piedade.

Em nota publicada em seus perfis nas redes sociais Fabiano avisa ter pedido demissão do cargo de Secretário Municipal de Infra-estrutura, que exercia desde a posse de Márcia Lucena em janeiro de 2017.

Como justificativa - pífia, aliás - o empresário sertanejo (ele é natural de Pombal) alegou as demandas dos empreendimentos que possui, “os quais exigem de mim um comprometimento de tempo integral”, algo que soou como traição à prefeita, uma vez que ele continua recebendo ordens do atual presidente da Câmara Municipal, Manga Rosa, seu histórico aliado e que também traiu Márcia meses atrás passando agora a ser o mais impiedoso dos seus opositores.

Dos empreendimentos que Fabiano possui no Conde, o mais vigoroso deles já faliu há anos – um supermercado na rua Ilza Ribeiro, centro de Jacumã, que continua aberto mas com as prateleiras semi vazias.

Na área da construção civil, onde tem empresas, Fabiano entretanto muito prosperou nesses anos em que esteve à frente da Pasta de Infreaestrutura e que dispõe, à exceção da Educação, da maior cota do Orçamento municipal e não consta que em nenhum momento tenha reclamado de que os seus negócios estivessem andando para trás.

Segue a nota de Fabiano:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonta: Da Redação

 



Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias