Prefeita do Conde aproveita reclusão imposta pela Justiça e pelo coronavírus para fazer política em casa trocando álcool gel por cerveja Haineken

03/04/2020

Reclusa no lar-doce-lar por duas duríssimas imposições - a tornozeleira que a Justiça lhe amarrou no mocotó e a pandemia do coronavírus - a prefeita do Conde, Márcia Lucena (PSB), tem feito questão de mostrar que “não tá nem aí” e continua vendendo a imagem de inocência, alegria e jovialidade.

Semana passada Márcia recebeu na chácara do pai, na zona urbana do Conde, músicos que lhe foram afagar o ego na chamada “noite da tornozeleira”, onde as duas dúzias de especiais convidados ganharam tornozeleiras artesanais bordadas com bijouterias de pérolas, no que foi compreendido como um insulto às autoridades que investigam os supostos crimes por ela e outros cometidos dentro da Operação Calvário, onde teriam sido desviados R$ 134 milhões do Governo da Paraíba ao tempo em que ela era secretária da Educação do Estado na gestão Ricardo Coutinho.

A noitada entrou madrugada a dentro e o grande destaque, também merecedor de críticas de populares nas redes sociais, foi a patética aparição dos septuagenários genitores da prefeita - o ex-secretário estadual da Educação Iveraldo Lucena e sua consorte - usando uma réplica da mesma tornozeleira preta que a filha está obrigada a usar.

Hoje, a mesma chácara do pai foi palco de outra animada movimentação, desta feita de caráter eminentemente político uma vez que a prefeita tem aproveitado a imposição da medida cautelar de ficar em casa para alinhavar seus conchavos visando à campanha para a reeleição.

Márcia Lucena recebeu com festas o Vereador Naldo Cell, que elegeu-se pelo PT e agora, com  ficha abonada por ela, se aproveita da janela ofertada pela Justiça Eleitoral e entra no PSB de mala e cuia com o generoso condão de propiciar-lhe uma gigante amnésia, capaz de fazê-la esquecer dos seus gestos nada éticos, legais e republicanos nos últimos anos, alvo de várias censuras pela mídia e pela Justiça do Município.

Na mesa da prefeita Márcia, entretanto, o detalhe em tempos de coronavírus é que impressiona: ao lado dos salgadinhos franceses nada de álcool gel , mas a cerveja dos ricos e famosos: a saborosa Heineken, que ninguém ou nada - menos a tornozeleira - é mesmo de ferro.

Fonte: Da Redação

 




Comentários realizados

  • 27/03/2020 às 09:11

    Roberto Barbosa da Silva

    Esse aí deve ser um corruPTo enrustido!!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias

Vídeos Destaques