Radialista desmantela gestão de Ivonete na CMCG e por tabela leva marido da vereadora a virar réu confesso em delito eleitoral

22/02/2018

O bem informado radialista Heleno Lima, que em Campina Grande mantém programa jornalístico diário de boa audiência na rádio Cidade AM e ainda dirige um portal de notícias com ênfase em matérias do Cariri paraibano, tem literalmente desmantelado e exposto ao público a incipiente história da vereadora Ivonete Ludgério, atual presidente da Câmara Municipal de Campina Grande.

Baseado em investigações amparadas na ferramenta Sagres do Tribunal de Contas do Estado (TCE) Heleno tem provado que a gestora do Legislativo campinense é no mínimo irresponsável quando se trata de “fatiar” a parte financeira da Casa, já que elegeu a máxima de que em tendo “pouca farinha”, primeiro o “meu pirão”.

No caso da Casa Félix Araújo a “farinha” até que não é pouca, dando assim para que Ivonete transforme a iguaria em “farrinha”, descambando para o despudorado uso da máquina pública em benefício próprio, contemplando familiares e cabos eleitorais.

O deslumbre de Ivonete com os reais na presidência da CMCG é de tal afronta que acaba por levar para a mesma vala sem pudor o seu vitorioso marido Manuel Ludgério, deputado campeão de votos ora licenciado servindo à administração municipal como fortíssimo Secretário-Chefe de Gabinete do prefeito Romero Rodrigues.

Contra Ivonete pesam acusações realmente cabeludas e vergonhosas: acúmulo de cargos públicos, nepotismo exagerado e graciosidade sem limites quando em pauta benefício financeiro eticamente reprovável a correligionários do esposo residentes em outros Municípios.

Uma recente matéria de Heleno Lima noticiando o rompimento político do prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho, com Manuel Ludgério, acabou desestruturando a notória sobriedade do deputado que, em entrevista sábado na mesma Cidade AM onde o radialista trabalha, desmoronou acabando por assumir práticas que configuram crimes eleitorais e elencar inclusive nomes de afilhados do prefeito que sua esposa pendurou na folha salarial da Câmara de Campina Grande sem a exigência da contrapartida laboral.  

Manoel afirmou ter sido responsável pela indicação de vários amigos, parentes e correligionários de Fábio Ramalho não somente na Casa presidida por Ivonete, mas também na prefeitura de Campina Grande, planilha graciosa que mensalmente despeja em Lagoa Seca mais de R$ 13 mil, saídos dos cofres públicos da Rainha da Borborema.

Dizendo ter em mãos um verdadeiro dossiê que macularia a vida do prefeito de Lagoa Seca, que prometeu levar ao Ministério Público Federal, Manoel Ludgério não titubeou em elencar as pessoas de Fábio Ramalho que recebem sem trabalhar em Campina Grande, por indicação sua e da esposa Ivonete: Marilene Elias Gomes, Silvia Barros Xavier da Silva, José Antonio da Silva, Geane Rodrigues dos S.Soares, Rayane Jaisse Santos Carvalho, Prisciane Barbosa Régis, Tatiane Mariluce Cândido, Verônica Xavier e Isaely Sabrini do Nascimento.

NO INFERNO

Segundo Heleno Lima, a vida de Ludgério virou de repente um inferno. “Já são altas horas da madrugada, mas o telefone do deputado Estadual Manoel Ludgério (PSD) não para de tocar nem de receber mensagens, a ponto de o parlamentar licenciado e atual chefe de gabinete da Prefeitura de Campina Grande desabafar com um vereador que conversava com ele via Whatsapp: ‘Já é madrugada, mas mensagens estão chegando de toda parte e de muitas pessoas, ficando insuportável manter meu telefone ligado. Minuto em minuto, uma mensagem me chega. Meu Deus!’, relata o radialista em seu texto.

Ludgério teria ficado arrasado com a confirmação das traições e disse não acreditar em tamanha covardia. "É a maior humilhação que já sofri em toda a minha vida. Muito triste para mim, minha família e amigos de verdade. Sinceramente, com tudo que temos assistido neste Brasil, os homes de bem que conheci em Fábio e Jonas (prefeito de Montadas, que também rompeu), eu não quero acreditar que nada disto seja verdade", pontua o desolado deputado traído, segundo a narrativa de Heleno Lima.

De acordo com fontes fidedignas ligadas ao parlamentar, que conversaram demoradamente com o portal, ele se prepara para conceder, em breve, uma entrevista coletiva à imprensa, onde promete detonar, principalmente o prefeito de Lagoa Seca.

CHEQUE A AGIOTAS

Tudo o que Heleno publicou acabou sendo confirmado por Manuel na Cidade AM e as bombásticas revelações que envolvem a utilização das máquinas da Prefeitura e da Câmara de Campina Grande por ele e esposa viraram manchete em toda a imprensa paraibana.

Ao decidir soltar o verbo e falar sobre o rompimento do prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho (PSDB), negando apoio à sua reeleição para ficar com Arnaldo Monteiro (PSC), Manuel Ludgério não escondeu os tipos de negociações com agiotas para atender ao prefeito, e disse que ajudou financeiramente na campanha de Fábio em 2016 em dívidas adquiridas com um agiota no valor de R$ 50 mil, ao qual ele afirma ter feito o pagamento em cheques. Também afirmou que quitou uma dívida adquirida pelo ex-prefeito e aliado de Fábio, Bola Coutinho, no valor de R$ 15 mil, totalizando R$ 65 mil.

“Eu tenho a consciência tranquila que fui um amigo na hora da dor e da alegria. Eu não esperava, de forma tão grosseira e mal-educada, ser afastado do meio político como eu fui, de Lagoa Seca”, afirmou o deputado licenciado, em tom de desabafo.

“Não lembrou (Fábio) dos momentos de dificuldades, da lealdade e que estive sempre disponível, até para tratar de problemas pessoais. Não tenho mágoas de Fábio, mas acredito que a história vai punir ele exemplarmente pelo que ele fez comigo”, praguejou.

OUTROS ESCÂNDALOS

Outras denúncias de Heleno Lima A PALAVRA oportunamente publicará, inclusive a que envolve uma graciosidade financeira de R$ 1,5 mil mensais por ela dada à cabeleireira Joanita Paulino de Oliveira, de Pocinhos, esposa do vereador Memel Chaves, que é irmão do prefeito Clóvis Chaves e que teria acertado com Ivonete apoio à reeleição de Ludgério, discordando do mano que dá apoio ao deputado Doda de Tião.



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Outras Notícias