Temendo que a mulher perca presidência da Casa deputado chama de "ratos" os vereadores de Campina Grande

15/11/2018

Atordoado com o estresse da mulher, em casa, reclamando de que na Câmara os vereadores estariam para dar um “golpe” que lhe impediria de continuar presidindo a Casa por mais dois anos, para os quais foi reeleita de modo exageradamente antecipado em inédita negociata que “melou” o acordo que daria presidencia do futuro biênio a Marinaldo Cardoso, o deputado estadual Manuel Ludgério tomou-lhe as dores e insultou os edis chamando-os de RATOS.

A reação de Ludgério se deu através das redes sociais em resposta ao vazamento da existência de uma lista com considerável número de assinaturas onde vereadores insatisfeitos com a gestão de Ivonete formalizariam projeto de resolução para anular o pleito e impedi-la de se manter presidente.

Segundo o radialista Heleno Lima, que em primeira mão deu a notícia em portal de sua propriedade, Ludgério escreveu a mensagem como forma de confortar e enaltecer a postura da esposa afirmando que ela tem enfrentado “os ratos” de forma equilibrada.

“Peço a Deus todos os dias que proteja Ivonete, pois não é fácil tirar os ratos (vereadores) sem queimar a Casa (a Câmara). Nossa Senhora passa na frente”, afirmou o deputado.

BICHO LADRÃO

No jargão popular, RATO é bicho ladrão. Daí, por analogia, Ludgério chamou os colegas da sua esposa, todos indistintamente, de bandidos. E como a eleição de Ivonete para o segundo biênio, traindo um acordo celebrado quando os edis a elegeram para o período que se encerra em dezembro vindouro, foi feito às escuras, fica agora a impressão de que ao chamar os vereadores de ratos Ludgério tenha associado a fatos espúrios ocorridos no passado e que estariam para se repetir com vistas a saciar a mesma volúpia de outrora quando os signatários da suposta lista apoiaram e elegeram Ivonete.

REVOLTA NO PLENÁRIO

Na sessão de hoje, sem a presença de Ivonete em plenário, alguns vereadores se revoltaram com o termo RATO e pediram a imediata retratação pública do deputado, criando um clima de geral constrangimento na Casa.

Vice-presidente da CMCG e presidindo a sessão face à ausência de Ivonete, coube a Márcio Melo (PSDC) puxar a artilharia contra Manuel Ludgério: “Esta Casa tem 23 homens e mulheres de vergonha na cara”, esbravejou sem muito poder de convencimento afirmando que fará parte também da futura Mesa Diretora e estará ao lado de Ivonete.

Ele disse que ter sido chamado de RATO foi um grande desrespeito e que isso ficou muito ruim perante a população e por isso pediu “com muito carinho e com muito respeito que tenho por Ivonete e Manuel”, que o mesmo faça uma retratação pública.

Ex-presidente, Antonio Pimentel disse que se sentiu humilhado com a declaração de Ludgério, lembrou que é vereador há trinta anos e que não aceita a postura agressiva do deputado, exigindo também dele imediata retratação.

Os vereadores Luciano Breno (Patriotas) e Marinaldo Cardoso (PRB) também cobraram explicações de Manuel Ludgério.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • 09/11/2018 às 21:06

    Anthares Dias

    Quero aqui manifestar o meu mais completo repúdio à deliberada e injustificada agressão de Manoel Ludgério. OS RATOS MERECEM RESPEITO!...

  • 09/11/2018 às 04:31

    George tomaz

    Ante os fatos recém publicados e ditos pelo deputado Manoel Ludgerio, acho um grande derespeito para com os vereadores de Campina Grande. Não fica bem para a postura de um deputado e marido da atual presidente da Câmara de vereadores, se expressar dessa maneira, não bastasse a desastrosa administração que a Câmara vem tendo com a vereadora Ivonete Ludgério fazendo da casa um balcão de cabos eleitorais, além de colocar seu irmão conhecido como "Beto" como um "xerife" da casa, respondendo com mão de ferro pelos setores mais importantes da Câmara. Se os vereadores estão querendo tira-lá da presidência é porque a insastifação é geral. Tanto por parte dos vereadores como dos funcionários da casa. Chega de tanta prepotência, descaso com a casa, desrespeito com os vereadores, desatenção com os servidores e aposentados daquele legislativo campinense e falta de zelo com a coisa pública.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias