Voo de Maranhão pelas terras de Ivandro Cunha Lima fecha chapa das oposições com ele na cabeça e Romero como vice

10/10/2017

O “voo” do senador José Maranhão (PMDB) por Campina Grande neste último final de semana, mais precisamente sobre o Cariri e em especial a fazenda Caiçara do seu velho amigo hoje adoentado Ivandro Cunha Lima, com direito a sobrevoo pelas “pastagens” do deputado Rômulo Gouveia, com quem o filho de Araruna jantou, provavelmente tenha fechado a chapa ideal das oposições para o pleito de 2018.

Em bem aprofundado artigo publicado neste portal o jornalista Júnior Gurgel não tem mais dúvidas disso e dá nome aos bois e à boiada: Maranhão encabeça a chapa tendo como seu vice o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB). Luciano Cartaxo, prefeito de João Pessoa, e Cássio Cunha Lima, fecham a chapa sendo os nomes para o Senado.

O périplo de José Maranhão serviu, na ótica de Júnior Gurgel, para ele ajustar as posições das legendas e garantir seus espaços na chapa majoritária, além de mapear redutos, garantindo a recondução dos parlamentares que comporão a gigante aliança.

O colunista acredita que Aguinaldo Ribeiro vai sobrar na composição, tendo que se contentar com o mandato de seu pai, Enivaldo, à frente dos destinos de Campina Grande por quase dois anos.

Ficaria assegurado – “por questão de reconhecimento e justiça”, ele diz – o retorno do deputado federal Rui Carneiro, que com muita competência conduziu a legenda num período de grandes dificuldades, sem registros de perdas.

E finalmente caberá a José Maranhão criar espaços para que o ex-senador Cícero Lucena retorne à Câmara dos Deputados.

O artigo de Gurgel está mesmo imperdível. Leia, na grade de colunistas.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias