Zé em Campina recebe apoio e abraço de subordinado de Romero e foto sugere "assepsia" nas relações políticas

14/06/2018

A presença ontem em Campina Grande do senador José Maranhão (MDB) foi emblemática e, como mostra flagrante fotográfico de um “comes e bebes” dele com o clã Gadelha, sua campanha ao Governo do Estado vai de vento em popa se consolidando como o mais verdadeiro candidato das oposições cantando “de galo” aonde chega.

Na Borborema, além dos escancarados sorrisos dos irmãos Dalton e Renato Gadelha, o fato marcou o abraço ao candidato pelo deputado estadual Bruno Cunha Lima (PSDB), pelo vice-líder do Governo na Câmara, Antonio Pimentel, e pelo ex-prefeito Félix Araújo Filho, que à tiracolo levou seu rebento Félix Neto, o homem forte da maior indústria de multas do ‘Governo da Inovação’ – a Superintendência de Trânsito e Transporte Público de Campina Grande (STTP), que em tese deveria estar apoiando a chapa onde a Primeira Dama Micheline é pré-candidata a vice governadora. 

Em João Pessoa, a imprensa política logo se ouriçou e viu TRAIÇÃO dos aliados de Cássio e Romero no abraço ao senador.

Em seu blog, estampando a fotografia, o jornalista Tião Lucena foi direto na ferida: “O prefeito Luciano Cartaxo deve estar reavaliando essa aliança com o prefeito Romero Rodrigues, de Campina Grande, depois de ver essa foto publicada acima, na qual o mais antigo membro do clã Cunha Lima posa com o neto e outros liderados ao lado do senador Zé Maranhão, pré candidato a governador. Até o presidente do STTP, Felix Araújo, ao lado do pai, ex-prefeito daquela cidade, o também Felix Araújo, foi posar ao lado do veím”.

Por ironia do destino a foto, de modo auto-explicativo, joga duvidas nas interpretações dos duvidosos. Nada de TRAIÇÃO, mas apenas o exercício, por políticos agora ditos vanguardistas, de uma assepsia nas relações da classe.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Outras Notícias