Hospital da Criança e do Adolescente registra queda no número de atendimentos

17/06/2020

Desde o mês de março, quando a cidade de Campina Grande registrou o primeiro caso de Covid-19, o Hospital Municipal da Criança e do Adolescente (HCA) vem apresentando redução no número de atendimentos na unidade. A diminuição dos procedimentos ambulatoriais e de internações no comparativo com o mesmo período do ano passado supera os 60%.

Nos meses de março, abril e maio de 2020 foram realizados 5.205 atendimentos ambulatoriais, enquanto que no mesmo período de 2019 foram registrados 16.192 atendimentos, o que representa uma queda de 68%. Já com relação às internações, este ano foram 327 e no mesmo período do ano anterior foram 904, ou seja, uma queda de 64%.

De acordo com a Diretora Clínica do hospital, a endocrinologista pediátrica Taís Dantas, a redução tem uma explicação. “As crianças estão em casa e em casa os cuidados dos pais são maiores, o ambiente é controlado, não tem aglomerações e, portanto, elas ficam menos expostas a vírus e bactérias”, disse.

hc5

Além disso, as famílias também estão evitando buscar atendimento em casos mais simples em função do risco de contrair a Covid-19, mas a médica alerta para o perigo da automedicação. “Os pais devem ficar atentos e evitar usar medicamentos por conta própria, isso também é muito perigoso. É importante procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima para obter orientação médica”, esclareceu.

hc6

O HCA é a referência em atendimento a crianças e adolescentes com suspeita do novo coronavírus. A direção do hospital tomou medidas preventivas criando um fluxo específico para os pacientes com suspeita. As outras alas são separadas e espaços de uso comum como a brinquedoteca foram fechados temporariamente.

Nova estrutura

hc4

A Prefeitura Municipal de Campina Grande está construindo o novo Hospital da Criança e do Adolescente, que terá quase 6 mil metros quadrados de estrutura, com 58 leitos e 2 isolamentos, 10 leitos de UTI infantil, 4 consultórios e sala de reidratação, 3 salas de cirurgia, refeitório, sala de ultrassom e raio-x, central de material esterilizado, lavanderia e laboratórios de exames.

hc2

A obra está orçada em R$ 4,9 milhões e deve ficar pronta este ano.

Fonte: Codecom




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias