Não lavar as mãos pode provocar uma série de doenças e especialista ensina forma eficaz de fazer higienização

15/10/2020

Pode parecer um ato simples, mas lavar as mãos não é uma prática que necessita de atenção apenas na pandemia do novo coronavírus. Isso porque muitas doenças preexistentes podem ser contraídas pela não lavagem ou higienização inadequada das mãos. Nesta quinta-feira (15), data em que se celebra o Dia Mundial de Lavar as Mãos, a médica generalista do Hospital do Hapvida em João Pessoa Roberta Carneiro destaca qual a importância da desse ato. “É, antes de tudo, uma questão de higiene e uma forma de prevenir diversas doenças infectocontagiosas. Mas, principalmente, patologias causadas por vírus, bem como parasitas intestinais causadores de diarréia”, explana.
 
Ao longo do dia todo indivíduo costuma ter contato com várias pessoas, animais, alimentos e superfícies diversas, além do compartilhamento de ambientes coletivos, a exemplo dos transportes públicos. Diante disto, Roberta Carneiro ressalta os momentos em que as mãos devem ser lavadas. “Sempre devemos higienizar as mãos antes das refeições, após usar o banheiro, ao chegar em casa antes de realizar qualquer atividade como preparar alimentos, cuidar de crianças e idosos. E sempre quando perceber sujidade após fazer alguma atividade como cuidar do jardim e de animais”, explica.
 
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), doenças como a diarreia poderiam ser evitadas e reduzidas em até 40% se todas as pessoas lavassem adequadamente as mãos. Já um estudo publicado no Journal Of Environmental Health, apenas 5% das pessoas lavam as mãos da forma correta. Desse modo, a médica orienta como lavar as mãos de forma eficaz. “É primordial o uso de água corrente e sabão, esfregar as palmas das mãos, entre os dedos, unhas e punhos. Enxaguar bem e secar com toalha ou papel toalha limpos e secos”, sugere.
 
Entre as doenças que podem ser evitadas pela lavagem correta das mãos estão a Hepatite A, Rotavírus, Bonquiolite, Conjuntivite, Gripe, Covid-19. No caso das crianças, pode evitar ainda a doença, Mão, Pé e Boca.

O que não fazer

O lavar das mãos requer atenção e, nesse sentido, a médica destaca quais os erros mais comuns na higienização das mãos. “Usar pouca água, não usar sabão, não esfregar adequadamente. Uso de álcool em gel com as mãos com sujidade também não é correto”, alerta.

Fonte: Assessoria




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias