No Dia da Pizza nutricionista tranquiliza: é possível consumi-la de forma saudável, mesmo estando de dieta

10/07/2019

Tida como uma das paixões nacionais e mundiais estima-se que o consumo de pizza no mundo é de cerca de um milhão de unidades diariamente. O Brasil está entre os maiores consumidores do produto. Doce ou salgada, com borda recheada ou não, ela é vista como um dos vilões das dietas! No Dia da Pizza, comemorado nesta quarta-feira (10), o nutricionista clínico, esportivo e funcional do Hapvida em João Pessoa, Danilo Machado (foto), garante que ela pode ser consumida de forma saudável.
 
“Precisamos partir do princípio que nenhuma dieta deve ser sacrificante, ou seja, ninguém deve se privar de consumir algo que tenha vontade. Mas, é preciso saber fazer a melhor escolha, a quantidade que se deve comer e o horário ideal. Com a pizza não é diferente, então é se permitir consumi-la, mas de maneira saudável, dando preferência às integrais e as que têm um recheio com queijos branco-magros e/ou vegetais ao invés dos embutido-processados”, esclarece.
 
O que assombra muitos adoradores da pizza é a quantidade de calorias presente no alimento. “Alguns sabores são bastante calóricos e pedem um cuidado na quantidade e frequência com que são consumidas, entre eles podemos citar a pizza sabor quatro queijos, calabresa com mussarela ou requeijão cremoso e bacon”, afirma o nutricionista.
 
Danilo destaca que uma saída para quem está de dieta, não abre mão da pizza e é consciente que não é recomendada a ida frequente a pizzarias, é preparar o alimento em casa. “Dessa forma é possível produzi-la com ingredientes menos calóricos e a massa pode ser comprada pronta, em formato brotinho ou normal, ou ainda na opção de massas de pizza de frigideira, que são preparadas rapidinhas e fica uma delícia”, indica.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quanto ao comportamento alimentar na hora de comer pizza, a orientação é procurar respeitar o estômago. “Quando o organismo comunicar que já está satisfeito, procure parar de comer. Pergunte-se: se eu comer mais, vou me arrepender? Não é necessariamente a pizza que engorda, e sim o abuso que se faz dela”, explica o nutricionista.
 
Comendo Saudável

Seja para quem está de dieta ou não o nutricionista Danilo Machado explica que para pizza ser consumida de forma mais aceitável, vai depender dos ingredientes escolhidos, da borda e dos tipos de queijos escolhidos. Mesmo as pizzas consideradas ‘saudáveis’ podem ser prejudiciais pela quantidade de fatias consumidas como também pelas quantidades provenientes do sódio e dos queijos. O especialista orienta que reduzir a quantidade de sódio e calorias optando por bordas mais finas do que as maiores ou recheadas, ou ainda fazendo uma massa integral é um dos caminhos para tornar a pizza mais saudável.
 
“É importante escolher um molho saudável, nesse caso, o molho de tomate tradicional é o mais indicado por ter uma quantidade de licopeno, vitamina A e C. Com relação aos queijos, mesmo ele sendo uma fonte de proteína e cálcio, vale atentar para quantidade utilizada. Por fim, no recheio é recomendado evitar os embutidos e defumados como calabresa, pepperoni, presuntos, pois apresentam uma quantidade elevada de calorias e sódio”, alerta e acrescenta: “No que diz respeito aos vegetais e legumes a recomendação é optar por produtos que possuem mais fibras e ricos em vitaminas, desta forma, segue a regra do quanto mais colorido, melhor”, conclui.

Fonte: Assessoria




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias